O Ministério Público do Maranhão venceu, pela segunda vez consecutiva, na categoria de Redução da Corrupção com o projeto "O dinheiro do Fundef é Educação” o Prêmio CNMP/2018. A solenidade de entrega da premiação ocorreu nesta quinta-feira, 13, em Brasília, com a presença de membros do MPMA e de todo o país.

O presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (AMPEM), Tarcísio Bonfim, esteve presente à solenidade e fez questão de realçar essa importante conquista. Para ele, a premiação do parquet maranhense é uma forma de reconhecimento do trabalho efetivo dos seus membros. “É importante enfatizar que a premiação demonstra como o Ministério Público do Maranhão faz um trabalho eficiente e crescente”, observou ele. “Nós, enquanto entidade de classe, estaremos sempre à disposição para apoiar as ações dos membros do MP”, afirmou.

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, destacou que o recebimento do prêmio pela segunda vez consecutiva é o resultado de um trabalho de rede no combate à corrupção, o que, para ele, é um “grande mal que infelicita o povo brasileiro”. O procurador-geral também dividiu a premição com o Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União, Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público de Contas e Advocacia Geral da União, parceiros do MPMA.

O Ministério Público do Maranhão ainda levou o segundo lugar, na mesma categoria, com o projeto “Ler, escrever, pensar: conscientizar para transformar". Na categoria Direitos Fundamentais o parquet maranhense ficou na segunda posição com o projeto "Pau de arara nunca mais: o MP na defesa do transporte escolar de qualidade". E na categoria Redução da Criminalidade o MPMA também conquistou a segunda colocação com o projeto "Integração e tecnologia na prevenção e redução da criminalidade".


  • 12_09-Benedito.png
  • 14_09-Adailton.png
  • 14_09-Erica.png
  • 14_09-Raphael.png
  • 14_09-Tiago.png
  • 14_19-Maria.png
  • 18_09-Aaro.png