Na II reunião ordinária do biênio 2018/2020, realizada nesta quarta-feira (12), o Conselho Deliberativo da CONAMP, entre outros inúmeros assuntos, analisou propostas de modernização e aprimoramento da legislação sobre segurança pública. Ao final das discussões, foi aprovada a minuta de um documento, que se baseou em estudos realizados no âmbito da entidade sobre as reformas do Código Penal e Código de Processo Penal O documento será entregue ao ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre Moraes, que preside Comissão de Juristas responsável pela elaboração de propostas de alterações legislativas sobre o tema.
 
 
Lei de improbidade
Também foi pauta da reunião a reforma da lei de improbidade administrativa. Em relação ao assunto, o Ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Mauro Campbell convidou a CONAMP para integrar a comissão de juristas que irá elaborar propostas de mudanças na lei. O grupo foi criado a partir da iniciativa do presidente da Câmara, Dep. Rodrigo Maia (DEM-RJ). 
 
Foi indicado o promotor de Justiça Luciano Mattos, presidente da Associação do Ministério Público do Rio de Janeiro (Amperj), para representar a CONAMP na comissão. Os juristas terão 120 dias para propor um anteprojeto de reforma da lei que completou 25 anos em 2017.
 
Ainda em relação ao assunto improbidade, foi aprovado o encaminhamento de ofício conjunto ao presidente da República Michel Temer pedindo veto ao projeto de lei 7448/2017 (PLS 349/2015), que altera a Lei de Introdução às Normas no Direito Brasileiro. A medida tem reflexos negativos na lei de improbidade e cria hipóteses para o administrador sanar atos nulos e inexistentes, inclusive flexibilizando a imposição de sanção, além de trazer gravames à atuação judicial, das Cortes de Contas, e do Ministério Público.
Inativos
 
Durante a reunião, foi ainda discutida a representação na CONAMP dos associados aposentados e pensionistas. Decidiu-se formalizar e oficializar a comissão nacional de aposentados e pensionistas. A iniciativa avança em relação à experiência anterior, uma vez que, dede 2016, a entidade estimulava o funcionamento de um grupo de aposentados e pensionistas no âmbito da entidade. O próximo passo para a efetiva instalação da comissão é a indicação, pelos presidentes das afiliadas, dos representantes oficiais.
 
 
Convênios
O conselho deliberativo autorizou, também, que se implemente tratativas visando à celebração de convênio com a Universidade de Lisboa, mais propriamente com o Instituto de Direito Penal e Ciências Criminais e com o Centro de Investigação de Direito Público, ambos da citada Universidade de Lisboa. A minuta do convênio já foi enviada aos gestores dos departamentos acadêmicos da tradicional universidade portuguesa.
 
A próxima reunião do Conselho Deliberativo está prevista para os dias 15 e 16 de maio, em Brasília.
 
Com informações CONAMP
 
 

  • 17-07-Augusto.png
  • 17-07-Elyjeane.png
  • 17-07-Nycolau.png
  • 19-07-Cristina.png
  • 19-07-Vicente.png
  • 20-07-Jose.png
  • 22-07-Dailma.png
  • 22-07-Maria.png
  • 23-07-Lucia.png